20 / 02 / 2020 - 16h01
Anti-inflamatório no pós treino para alivio de dor

O tema de hoje contempla aquelas pessoas que desejam aumentar a massa muscular (hipertrofia).

Quem já treinou pesado alguma vez na vida, de uma forma um pouco mais intensa, sabe que o corpo reage no dia seguinte apresentando-se dolorido.  Você já se perguntou porque isso acontece? Será que você pode tomar anti-inflamatório para se livrar dessas dores? há outras formas de aliviá-las? E no caso de lesões? Vamos bater um papo.

O tipo de anti-inflamatório abordado aqui no texto é aquele não esteroide (ou seja, não derivados de hormônios) e que são vendidos sem receita, tipo ibuprofeno, diclofenaco e por aí vai.

Basicamente, o treinamento é um tipo de estresse para o corpo,  que geram microlesões no músculo, e por sua vez, iniciam um processo inflamatório (aqui chegamos ao ponto da dor). Em seguida começa o processo recuperativo dessas microlesões, o que te deixa com dificuldade de movimentar a área que foi exercitada, pois está dolorida (chamada Dor Muscular Tardia). Quanto mais intenso for o treino, maior será a dor muscular tardia, consequentemente maior será o tempo de recuperação.

Nesse período, as pessoas tomam os anti-inflamatórios tentando fugir dessa dor. E de fato eles são eficazes no alivio. Mas vamos relembrar uma sequência importante: exercício (estresse) – microlesões – processo inflamatório – processo recuperativo – adaptação (hipertrofia). Como o anti-inflamatório bloqueia o processo inflamatório, é óbvio que isso vai ter um impacto no resultado esperado do treinamento para hipertrofia, uma vez que o musculo vai precisar se recuperar menos, e como consequência vai hipertrofiar menos também. Alguns autores sugerem uma redução de 10% a 15%  no resultado que deveria ocorrer.  

Logo, para fins de alivio de dores causadas pelo exercício, aqueles que querem aumentar a massa muscular, o ideal é que não tomem os remédios, já que sabemos que o resultado será menor que o esperado. Por outro lado, há outras formas de aliviar essas dores como alongamentos, massagens na região, aplicação local de gelo.

No caso de lesão, seja ela qual for, a administração dos remédios prescritos pelo médico como forma de tratamento, deve ser seguida à risca. A saúde sempre deve vir em primeiro lugar, e é mais importante que a estética. Além disso, caso não siga tais recomendações, você corre o risco de passar muito mais tempo longe dos treinos e ter uma perda bem maior de resultado em comparação com o percentual de 15% de perda de hipertrofia causado pelo anti-inflamatório.

Até a próxima!

 



Publicidade